.mais

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007
A azáfama das prendas

Como estamos a poucos dias do Natal parece-me que o tema da corrida às lojas na desesperada procura das prendas ideiais é propositado... Diria até quase inevitável quando falamos desta quadra.

Nesta altura, quando se consegue entrar numa loja do shopping, o que já por si é complicado, é quase impossível passar lá menos de vinte minutos, isto falando nas lojas mais pequenas. Devido à dificuldade de movimento no seu interior, dar uma "olhadela" (passo a expressão) dentro de uma loja, demora à volta dos quinze minutos. Também a saída é uma aventura arriscada, com muitos obstáculos e impedimentos... É necessário passar pela senhora que olha fascinada para aqueles brincos tipo bola de Natal, enfrentar as criaturas que tentam insistêntemente mergulhar mais fundo naquele mar de gente... Enfim tarefa complicada, mas é claro que se forem pessoas fortes e musculadas isto não irá demorar mais que cinco minutos, caso contrário serão arrastados cada vez mais para o meio da confusão.

Mas é claro que isto não fica por aqui, o pior ainda está para vir... E o pior é quando se deseja pagar algum objecto. Nós até temos boas intenções, queremos apenas dar a outras pessoas uma prenda de que gostem. Mas agora experimentem juntar várias pessoas com intenções semelhantes e advinhem o obtêm... Exactamente! Uma fila, maior que as que se encontram á entrada de museus famosos, em frente a cada caixa. Na frente das linhas de combate, as empregadas não tem mãos medir, elas bem que se esforçam, fazem embrulhos, tiram preços, etc, tudo isto com os mais rápidos movimentos. No entanto, de nada adianta, não há nada a fazer... O inimigo é forte e numeroso e elas estão tão sozinhas e indefesas, Têm enfrentar a senhora que não gosta daquele papel de embrulho, o senhor que reclama que o serviço é demasiado lento, enfim...

Para além disso, há sempre o problema das "verbas" que temos para comprar prendas, porque isto das prendas de Natal não é para qualquer bolso... É dificil estender um miseros trinta euritos a duas prendas para pessoas importantes, mas enfim...

E no fim, vamos ainda nós juntar-nos à confusão porque é imprecindível comprar uma prenda para aquelas pessoas.

Na noite de Natal é que vemos se todo este esforço valeu a pena ou se foi inglório... Assim e, isto é principalmente para quem não se arrisca na aventura dos shoppings no Natal, lembrem-se mesmo que vos ofereçam uma prenda daquelas que assustam, finjam que adoram!

sinto-me:
publicado por nafnici às 16:22
link do post | comentar | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
22
23
25
26
27
28
30
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds